Unimed Três Lagoas

Unimed Três Lagoas


Não vacile, vacine-se!

CUIDADO: ELE ESTÁ DE VOLTA

O Sarampo volta a ameaçar com onda de 'hesitação' em relação à vacina, alerta OMS – Organização Mundial da Saúde.

 O que é o Sarampo?

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

Como a doença é transmitida?

A transmissão da doença ocorre diretamente de pessoa a pessoa, através de gotículas do nariz, boca ou garganta de pessoas infectadas pelo vírus. Os acometidos pela doença podem evoluir com complicações graves, incluindo encefalite, pneumonia e morte, principalmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

Quais são os principais sintomas?

Pessoas acometidas pela doença apresentam febre, manchas avermelhadas pelo corpo (exantemas), tosse, coriza, conjuntivite (olhos vermelhos e lacrimejantes), fotofobia (sensibilidade à luz) e pequenas manchas brancas dentro da boca (manchas de Koplik).

Esquema vacinal

O Ministério da Saúde oferta gratuitamente para todos os estados do país as vacinas tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e a tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela). As vacinas fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis ao longo de todo o ano nos postos de saúde em todo o país.

Gestantes podem tomar a vacina contra sarampo?

Não. As gestantes devem esperar até o pós-parto para proteger o recém-nascido de forma indireta, por meio da amamentação. Cada caso deve ser avaliado por um médico.

Pessoas que já tiveram sarampo também precisam se vacinar?

Cada um contrai a doença apenas uma vez na vida. Logo, se há confirmação do diagnóstico para a doença a pessoa já estará imunizada para toda a vida



Autor: Unimed Três Lagoas
Ano: 2019-01-11 16:05:23